ENVELHECER VISITA CASA EMILIEN LACAY


18/10/2017 11:02:08

Chegada do Projeto Envelhecer a Casa Emilien Lacay


Na nossa sociedade, ser velho significa, na maioria das vezes, estar excluído. Excluído de círculos sociais, lugares, tecnologia e até mesmo excluído da família. Até o ano 2025, possivelmente ocuparemos o sexto lugar da população de idosos do planeta. Porém, estamos longe de atingirmos o envelhecimento “bem-sucedido”, que é aquele em que a maioria dos idosos têm autonomia. E foi pensando na qualidade de vida dos idosos da Família Naval que o Projeto Envelhecer foi criado. E completando o primeiro mês de formação, o Projeto visitou a Casa Emilien Lacay, que há 26 anos desenvolve, em Jacarepagua, um trabalho por meio de atividades socioculturais e recreativas, compartilhadas entre crianças e idosos.


 

Integração de participantes do Projeto Envelhecer e da Casa Emilien Lacay

 

A visita contou com um dia cheio de interações entre os participantes do Projeto Envelhecer e os da Casa Emilien Lacay, como musicoterapia, brincadeiras de perguntas e respostas e adivinhações. Após as atividades todos os presentes foram contemplados com um maravilhoso almoço oferecido pela casa anfitriã. A visita continuou em um tour por toda o centro de convivência e culminou com um belo corredor formado por idosos da casa cantando para os integrantes do Envelhecer. A senhora Maria José Ferreira da Silva de 74 anos, integrante do Envelhecer, enalteceu a importância desse tipo de troca de experiências. “O Projeto Envelhecer está indo de vento em popa! Fico ansiosa para chegar o dia para ir ao Projeto. Essa visita a Casa Emilien Lacay foi maravilhosa”, declarou a senhora Maria José.


Oficina de musicoterapia

 

Com olhos marejados, a coordenadora da Casa Emilien Lacay, Márcia Bogea, ficou muito emocionada com a troca de experiências e energias de todos os membros que participaram da visitação. “Eu acho muito importante essa interação. A nossa proposta é que o idoso envelheça com qualidade de vida, então é esse o nosso trabalho. E o que a Marinha e o Abrigo do Marinheiro fazem é essencial, porque espaços como esses, em que os idosos interagem, brincar e socializam, são ótimos”, declarou a coordenadora.

Kátia Cilene, Gerente de Projetos Sociais do DRAMN-RJ/SG ressaltou a importância de encontros e trocas de experiências assim. “Para mim, a visita foi extremamente positiva, superando nossa expectativa. Observamos como é o atendimento para o grupo da terceira idade, que é o nosso público alvo. Além disso, a visita nos proporcionou a oportunidade de um vínculo, e a partir desse evento teremos outros momentos, outras integrações e até outros Projetos. O encontro foi maravilhoso. O carinho e a emoção dos integrantes do centro de convivência foi lindo”, ressaltou Kátia Cilene.


Foto do encerramento da visita

Facebook

AMN Matriz - R.Teófilo Otoni, 52, 13º andar - Centro - Rio de Janeiro. CEP: 20090-070 | Tel.: (21) 2233-7003 / 2233-0679