DOAÇÕES E INCLUSÃO ENCERRAM ADOLESCER 2016


05/12/2016 10:11:43

Chegando à reta final de suas atividades em 2016, o “Projeto Adolescer” reuniu os participantes do trabalho nas últimas quarta (30) e quinta-feira (01). No primeiro dia, o evento realizado na Casa do Marinheiro, na Penha, contou com a apresentação do grupo Os Inclusos e os Sisos (Teatro de Mobilização pela Diversidade) na presença dos adolescentes, familiares, entre outros membros da Família Naval. Já no dia seguinte, o “Adolescer Solidário” visitou o REAME, uma ONG que desenvolve um programa de acolhimento e ações socioeducativas de jovens em comunidades de São Gonçalo.

Em mais uma apresentação no Projeto, "Os Inclusos e os Sisos" é uma iniciativa artística e social idealizada no ano de 2003 pela atriz e apresentadora Tatá Werneck. De forma lúdica e provocativa, já sensibilizou e mobilizou diversas pessoas em prol da inclusão e desmistificação de conceitos pré-adquiridos daqueles que não vivenciam determinadas realidades. 

No intuito de dar continuidade ao objetivo geral do Adolescer para este ano, o grupo proporcionou um ambiente descontraído na Casa do Marinheiro para que o propósito da integração pudesse ser realizado por meio de uma socialização entre os pais, adolescentes e profissionais da Equipe Multiprofissional. ”A finalidade foi atrair os pais de forma que não viessem somente para uma reunião, mas para uma atividade instrutiva que sirva como suporte e estimule a reflexão”, contou a pedagoga Cláudia Romão, Assessora de Projetos Sociais do AMN.

ADOLESCER SOLIDÁRIO VISITA O REAME

E o enriquecimento social continuou com a entrega dos donativos arrecadados pelos próprios adolescentes em favor da ONG REAME, em São Gonçalo. Escolhida após pesquisa da equipe multiprofissional, a organização vem operando um sistema de acolhimento de casas-lares. A Casa Rosa, para meninas de 4 a 10 anos de idade e a Casa Azul, para meninos de 4 a 12 anos de idade, são supervisionadas por educadores sociais e equipe técnica composta por profissionais do Serviço Social, Psicólogo e Pedagogo. As crianças, encaminhadas pelo Juizado da Infância e Juventude, são acompanhadas nas unidades da REAME, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, através de ações que garantem seu acesso à educação, profissionalização, autonomia pessoal e retorno ao lar de origem ou família substituta.

Além das doações, foram realizadas atividades entre os integrantes do “Adolescer” e os internos do REAME. “Nosso objetivo não era apenas fazer os adolescentes doarem mantimentos e outros itens, mas fazer com que eles se doassem de corpo e alma”, declarou Cláudia, acrescentando que, ao longo do ano de 2017, existe a intenção do REAME continuar sendo a instituição atendida pela ação Adolescer Solidário.

Facebook

AMN Matriz - R.Teófilo Otoni, 52, 13º andar - Centro - Rio de Janeiro. CEP: 20090-070 | Tel.: (21) 2233-7003 / 2233-0679